Blog

Projeto Águas de Garanhuns comemora a Semana da Água

Semana da Água é marcada por atividades de sensibilização na promoção da preservação dos recursos hídricos da cidade de Garanhuns


31 Mar 2016

Projeto Águas de Garanhuns comemora a Semana da Água

No dia 22 de março foi comemorado o Dia Mundial da Água. E como não poderia deixar de ser, o Projeto Águas de Garanhuns, patrocinado pela Petrobras por meio do Programa Petrobras Socioambiental, realizou uma série de atividades visando à ampliação da discussão e a sensibilização dos participantes sobre esse tema tão importante: a Água. No último dia 21, em abertura das atividades da Semana da Água, a equipe do Projeto Águas de Garanhuns, em parceria com a Companhia Pernambucana de Saneamento (COMPESA), realizou um Dia de Campo com crianças estudantes da rede municipal de ensino. Neste dia, estas crianças tiveram a oportunidade de conhecer de perto a Barragem do Cajueiro (Mundaú II), principal fonte de abastecimento público da cidade de Garanhuns. Além disso, tiveram todas as informações relativas ao funcionamento do manancial, sua capacidade operacional, seu estado de conservação, a distribuição pela estação elevatória, bem como sobre as características físicas e a importância da vegetação nas áreas de preservação permanente (APP’s) para a manutenção dos corpos hídricos.


Seguindo com as atividades, na terça-feira (22), a mesma equipe do projeto participou de Mesa de Diálogo em comemoração ao Dia Mundial da Água, organizado pela Cáritas Brasileira Regional Nordeste II no Seminário São José. Lá se fizeram presentes, também, lideranças comunitárias, técnicos e agricultores locais. O dia foi marcado por importantes depoimentos sobre a responsabilidade da comunidade na preservação dos recursos hídricos e no combate ao desmatamento, bem como dos avanços nas tecnologias sociais de acesso à água. A técnica e bióloga Lorena de Moura Melo, membro da Ong Econordeste, instituição executora do Projeto Águas de Garanhuns, ministrou palestra expondo as principais atividades do projeto e destacando os impactos positivos das ações de preservação ambiental aplicadas nas propriedades que aderiram à iniciativa em proteger as nascentes. Por fim, houve distribuição de sementes e mudas de espécies nativas para os participantes que, por sua vez, ficaram satisfeitos em levar para casa um presente simbólico, porém podendo ser o pontapé inicial de grandes ações que tragam de volta a esperança de um meio ambiente sustentável e de dias melhores para o homem do campo no semiárido nordestino.


Texto: Walter Leal / Revisão: Lucilene Simões

Patrocínio

Executora